top of page

“Acho que vou perder o emprego… e agora?”

Querido e querida Viajante,


Acho que você sabe (consciente ou inconscientemente) que estamos vivendo em tempos meio malucos quando falamos do mercado de trabalho. É papo sobre outsourcing de área inteiras para outros países, é conversa sobre se (ou talvez quando…) certas posições serão preenchidas por inteligências artificiais e não por reles humanos como nós, e a gente fica sem saber para onde correr. É isso aí - esse é um caminho onde estamos juntos e juntas.


Nesse cenário de constante incerteza (já diria o Flávio Augusto, fundador da WiseUp, ex-dono do Orlando City e um dos caras mais diretos da rede social que conheço - “não existe estabilidade!”), pode ser que você, Viajante, se depare em sua viagem financeira com alguma dessas situações:


“Acho que a empresa vai fechar; ouvi um pessoal falando que está mal das pernas”.

“Pesquei minha chefe falando que minha área vai para o Paquistão”.

“Recebi um convite para fazer um teste de uma IA que faz tudo que eu faço e mais um pouco - e não descansa nem tira férias”.

Ou, como aconteceu no mundo dos podcasts recentemente com a plataforma chamada Stitcher - “a empresa decidiu não vender mais o produto / serviço X que é o que eu faço”.


“E agora?”


Este texto e estes sentimentos que podem estar passando pela sua cabeça servem como um lembrete da importância de algumas pequenas atitudes, tanto em relação ao seu desenvolvimento profissional quanto à preparação financeira, especialmente caso você venha a perder o emprego. Abaixo, exploro com você algumas dicas a serem consideradas para ajudar você a passar por esta parte mais esburacada da sua estrada financeira sem acidentes.


1) Mantenha suas habilidades atualizadas.


No mundo competitivo de hoje, manter suas habilidades atualizadas é essencial. Atualizar regularmente suas habilidades te mantém relevante e aprimora sua empregabilidade. invista em conhecimento - cursos, línguas, livros, todo o conteúdo gratuito na Internet - para se manter por dentro das últimas descobertas do seu campo de atuação.


2) Torne-se indispensável (ou o mais perto disso).


Mesmo que você não tenha preocupação com sua segurança no emprego, esforçar-se para se diferenciar pode levar a oportunidades empolgantes e, por que não, recompensas financeiras. Demonstre sempre seu valor para a organização de acordo com o que ela espera de você. E, mesmo sabendo que você nunca será completamente indispensável e insubstituível (desculpe, mas se isso doeu para você, é a verdade; qualquer pessoa pode ser substituída em uma empresa - pode ser difícil, mas sempre possível), seu objetivo ainda deve ser chegar o mais perto possível deste status.


3) Atualize regularmente seu CV e seu perfil no LinkedIn.


Atualizar seu currículo regularmente é uma prática inteligente. Isso não apenas mantém suas conquistas profissionais atualizadas, mas também o incentiva a refletir sobre seu crescimento profissional e áreas potenciais de melhoria. A CNBC oferece orientações valiosas sobre com que frequência atualizar seu currículo e em quais aspectos focar durante o processo. Ao manter um currículo atualizado, você estará preparado para aproveitar novas oportunidades que possam surgir de forma inesperada.


4) Recalcule sua reserva para emergências.


Preparar-se para desafios financeiros inesperados é crucial para as finanças pessoais. Reavaliar o tamanho do seu fundo de emergência e garantir que esteja alinhado com suas circunstâncias específicas é essencial. Por exemplo: se acha que uma demissão vem aí, quanto custaria arcar com um plano de saúde para você e sua família? Como isso afeta sua reserva? Talvez o cálculo básico de 6 meses de suas despesas mensais não seja suficiente; pense em mais coisas e comece já a melhorar suas defesas!


5) Conheça seus direitos.


No caso de uma demissão, entender seus direitos e responsabilidades é crucial. Negocie bem seu pacote de demissão, conheça e exija o cumprimento de seus direitos, familiarize-se com os benefícios do seguro-desemprego e seu processo de solicitação para fornecer suporte durante esse período de transição. E, se tiver qualquer dúvida, sempre procure ajuda de um advogado.


A manchete sobre a descontinuação da plataforma de podcasts Stitcher, como as várias outras histórias de empresas que fecham ou se reestruturam, serve como um lembrete da importância de se engajar no desenvolvimento da sua carreira, manter resiliência financeira e estar preparado para desafios inesperados. Ao atualizar continuamente suas habilidades, destacar-se da concorrência e construir uma reserva para emergências sólida, você pode navegar pelos obstáculos da carreira com confiança e garantir seu bem-estar financeiro a longo prazo. Lembre-se de que o sucesso está em sua capacidade de se adaptar, se manter informado e tomar decisões informadas enquanto busca seus objetivos pessoais e profissionais.


Quer minha ajuda pessoal nesta caminhada? Entre em https://www.mapafinanceiro.com/consultoria e conheça as opções de consultoria financeira pessoal que oferecemos aqui no Mapa!


Um abraço!

Seu Guia Financeiro




Posts recentes

Ver tudo

Comments


Avatar Rede Social copy.png
bottom of page